domingo, 30 de dezembro de 2012

Solitude

O fim de semana foi tranquilo (embora ainda não tenha acabado), passei praticamente só, com minha serelepe, sapeca e "mordidinha" cadela pinscher (foto ilustrativa). Neste momento a cadela -, que aqui apelidarei de Paquita, já que ela não para de pular em volta da sua Xuxa (no caso "Eu") - devora, brinca, pula e corre atrás da rolha do vinho que bebi também na solitude. 

Não se engane, a solitude para mim é reconfortante e revigorante. Hoje mesmo tinha almoço para ir na casa de amigos, mas recusei - dando uma desculpa, claro - para ficar só e pensar na vida. Embora eu tenha tido isso como desculpa, acabei enrolando e nada fazendo. Ou seja, não pensei na vida como havia planejado... Porém, quase terminei o volume 3 da Trilogia da Escuridão, Noite Eterna dos autores Guilhermo Del Toro & Chuck Hogan. Uma história muito muito muito diferente dos vampiros mimimi... Porque são vampiros asquerosos, nojentos, descendentes de anjos e blá blá blá...

Depois de ler o dia todo, cansei e fui procurar animes sobre vampiros. Baixei o primeiro da lista "Black Blood Brothers" e foi decepcionante, nada há ver com o que esperava... Comédia. Pode? Assisti o primeiro episódio e desisti, depois baixei "007 - Skyfall" e me entediei... Geralmente o Daniel Craig tem outro efeito (o de levantar tudo...), mas não hoje. De quebra acabei baixando também "Possessão", mas este não é um filme que esteja a fim hoje. Aparentemente não combina com a lua (sei lá, simplesmente não to com vontade de assistir terror - talvez ontem, não hoje). Ironicamente deu uma vontade louca de assistir uma comédia romântica, mas como quero algo inédito fica difícil. Então, cá estou eu baixando uma duzia de torrents de comédias gays. Vamos ver no que dá...

Enquanto escrevo, minha solitude é perturbada pela incansável Paquita, que faz ruidos chorosos, lambe e passa as patinhas nos dedos dos meus pés (super manhosa), que saem da cama - querendo minha atenção. Aparentemente não estou completamente só...

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

INSÓLITO | n. 1


Hoje começa a nova seção deste blog, "Insólito" que é composta de textos, fotos, desenhos, coisas, qualquer coisa - dessas que a gente "não vê todo dia"... A foto da primeira postagem "James Dean e Marlon Brando" se beijando... Dois gatos e super atores de muito antigamente. Não se anime, claramente é Photoshop. 

------------------------------------------------
Para você aprender e se acostumar...

insólito 
(latim insolitus, -a, -um, que não tem o hábito de, desacostumado, desusado, novo) 

adj.

1. Que não é costume. = EXTRAORDINÁRIO, RARO, SINGULAR ≠ COMUM, COSTUMADO, NORMAL

s. m.

2. Coisa ou facto fora do normal.  BANALIDADE

Let's Have a Kiki.

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Give Your Heart a Break


"The day I first met you  |  You told me you'd never fall in love  |  But now that I get you  |  I know fear is what it really was  |  Now here we are, so close, yet so far  |  Haven't  I passed the test.  |  When will you realize  |  Baby i'm not like the rest"

O MEDO gela, trava, petrífica, deixa em estado de choque. E por ele deixamos de viver... Afinal, como nos arriscar em um relacionamento? Se relacionar é uma troca / "compromisso", como se esse comum acordo fosse obrigado a durar forever. Então, não curtimos o momento com aquela pessoa "que não é como o resto", mas não tem um corpo tão lindo, uma voz tão grossa, um rosto bonito, um jeito de macho... Embaixo dessa sombra, deixamos de viver algo que poderia ser especial. 

O MEDO causa muito dano. Muitos deixam de viver petrificados de medo do que as pessoas vão pensar (...), e assim, não assumimos quem somos, vivemos escondidos num lugarzinho escuro e patético (como um armário). E talvez por isso muitos gays, que não sabem nem cuidar de si mesmos; por não nos darmos essa chance - acabamos num cantinho escuro, fedendo a naftalina (no pior dos casos) tristes e sempre sozinhos... Então, por favor... "Dê um tempo para o seu coração". 








-------------------------------------------
Original: Give Your Heart a Break
Tradução: Dê Um Tempo Para o Seu Coração
Artista: Demi Lovato 
Autores: Joshua Alexander e Billy Steinberg

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

The Outs | SERIES


Mais uma (web)série) gay conta a história de um grupo de amigos sobre sexo, traição, relacionamentos, e sim pode ser mal interpretada (o que não é o caso). E obviamente, tem um distante parentesco com alguma situação do "Queer as Folk". Será por que? Embora não se pareça em nada. 


A sitcom é gravada pelo Brooklyn e usam quase que inteiramente os empreendimentos e artistas locais e a trilha sonora  inclui as melhores bandas da cena local (New York), como Beauty Feast, New Beings e Strange Shapes. Uma curiosidade é que todo o projeto é financiado por uma campanha de doações de fãs através do Kickstarter, um site de financiamento coletivo que busca apoiar projetos e plataformas criativas. 

Episódio 1
Episódio 2
Episódio 3
Episódio 4
Episódio 5
Episódio 6

Saiba mais e baixe as músicas, fuçando nesse BLOG.

Divirta-se | ou não...

domingo, 2 de dezembro de 2012

Carla Chewbacca Perez


Li uma notícia assustadora no TPMdeMACHO - "O grupo É o Tchan volta em 2013". Mas, pelo amor doo mau Fred não tive pesadelo com isso, porque ele postou a clássica foto da Carla Perez (destruída), o que sempre me lembra o Chewbacca. Portanto, resolvi dividir minha visão com você...

----------------------------------
Inspiração: TPMdeMACHO

sábado, 1 de dezembro de 2012

Andrew Christian



Natal está chegando e muitos homens e mulheres gostam de presentar seus "amantes" com essa peça que adoro - a CUECA. Ok, de repente não é a melhor data para se presentar o homem amado... Então, guarde a dica para o dia dos Namorados, aniversário (de namoro), reconciliação, etc.

O que os homens buscam numa cueca?
Os outros eu não sei, mas gosto das cuecas "Andrew Christian" porque dão um visual legal pra quem tem pênis (pau) e testículos (saco)  - especialmente para quem tem sobrando -, quem não tem muito o que mostrar sai perdendo nesse quesito. Mas, fica muito legal anyway, pois a costura é diferenciada deixando a cueca absolutamente anatômica. O design é moderninho, não marca, não irrita, não machuca e são ultra-confortáveis e encaixam tudo no seu devido lugar. Fica bonito!

O slogan "almost naked" (quase nú) é a mais pura verdade. Eu tenho 3 (uma delas é essa branca de elástico dourado - uma pena que eu não seja nada como o modelo) e nem sinto que estou usando - as cuecas são uma delícia. Muito melhores que as da concorrente "Aussiebum".

O apelo do Andrew Christian é para o público gay, mas os héteros que gostam de mostrar o corpo (todos que praticam academia, por exemplo), ou mesmo agradar a parceira - devem abandonar esse esteriótipo e abraçar o conforto!