segunda-feira, 27 de agosto de 2012

PRECONCEITO | 220 Volts

Hey Hey Hey

Depois da revolta (do post anterior) encontrei essa pérola: O programa 220 Volts, com o tema "Preconceito" por Paulo Gustavo (e Fil Braz). Eles abordam o "preconceito" com uma alta carga de comédia (pois é possível) e uma crítica incrível.

domingo, 26 de agosto de 2012

Na Pressão

Saco viver na pressão. Na exigência constante e coletiva de ser, ter, conquistar, desbravar (...) algo ou alguém. Às vezes bate uma vontade extrema de jogar tudo para o algo e virar mendigo, mas (aparentemente), nem os mendigos andam livres da pressão social. Afinal, você precisa pedir pra viver.

Ser gay não deveria ter essa carga de pressão. Digo: não essa carga toda. Não essas mesmas responsabilidades, essas exigências e outras tantas convenções TOLAS. Depois de sofrer por anos, negar a existência de si mesmo, para si e para o mundo (básico). Quando finalmente se sai do armário, ainda temos que encarar pressões de todos os lados.

Exigências para ser um excelente espécime de "Homossexual Masculino" (O Gay):
- Tem que ser macho (ser só passiva, ganha menos 10 pontos. Efeminado ninguém "curte").
- Tem que ter pegada (de plus: MAGIA).
- Tem que fazer sexo (tórrido e  inesquecível).
- Tem que ter no mínimo: uma barriga reta (de plus: pelo menos um gomo de tanque).
- Tem que ir pra balada (toda semana, ganha quem vai todo dia e só folga na segunda de Natal).
- Tem que depilar (tudo).
- Tem que ter roupa, perfume e cabelo legais (cueca de marca ganha ponto extra).
- Tem que ser feliz (sempre).
- Tem que ser sexy! (sorriso torto)
- Tem que ser bem sucedido (pelo menos 10 salários mínimos)
- Tem que ser CULT (no minimo mestrado, falar bem o português e pelo menos + 1 idioma).
- Tem que fazer carão (com óculos de marca é melhor aina).
- Tem que ser simpático (educadamente legal).
- Tem que ser nice (um lado gentil).
- Tem que entornar todas (socialismo alcoólico sempre foi tendência).
- Tem que fumar baseado, cheirar coca e engolir êxtase.
- Tem que mostrar que pode tudo (aparência é tudo).
- Tem que praticar monogomia (sério!).
- Tem que ser Madalena na cama, e, Maria na vida.

sábado, 25 de agosto de 2012

CAMPANHA | Gay Marriage Renault Twingo



Os tempos mudaram realmente. A copa 2014 e os Jogos Olímpicos, estão chegando. E só o Brasil continua, ainda sob muitos aspectos na idade da pedra.

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

TV SERIE | Threesome


HOMOSSEXUAL                   |                    HÉTERO                    |                    HÉTERO


Sem previsão de estréia no Brasil, a série "Threesome" criada por "Tom MacRae" (Doctor Who), é a primeira produção original do canal britânico "COMEDY CENTRAL", que até o momento exibia reprises de programas americanos e ingleses. Produzida pela Big Talk Productions, a primeira temporada tem sete episódios, e já tem renovação para mais sete episódios para a segunda temporada, que estréia no fim do ano.

Threesome gira em torno de  Alice (Amy Huberman), namorada de Mitch (Stephen Wight, de “Whites”), que em seu aniversário de 30 anos faz um ‘ménage à trois’ com Mitch e seu melhor amigo, Richie (Emun Elliott, “Lip Service” e “Paradox”), gay assumido, que divide o apartamento com o casal. Mais tarde, ela que está grávida. Assim, o trio assume a criança. Na segunda temporada, será apresentada a vida desses personagens que agora precisam lidar com a presença do bebê na casa.

O humor é inglês, então não espere AQUELA comédia, mas vale o tempo! As loucuras dos três amigos, aliada a situação cômica em que se envolvem e se encontram rendem alguns risos e prende a atenção pelas falas interessantes. No episódio dois Richie quer "engayzar" Mitch, e insinua que ele pode ser bissexual,  mas o amigo recusa. Então Richi diz:


Não exite essa coisa de bissexual. É só um conto de fadas que os gays contam para as mães quando eles saem do armário, assim dão esperança a elas.
---------------------------

FICHA TECNICA
Título original: Threesome
Gênero: Comédia
Formato: Sitcom
Criação e Roteiro: Tom MacRae
Direção: Ian FitzGibbon
Elenco: Emun Elliott, Amy Huberman, Stephen Wight
Origem: Reino Unido 
Duração: 25 minutos (aprox.)
Produtora: Big Talk Productions
Distribuidora: BBC Worldwide
Canal: Comedy Central UK
Release: 17/10/2011

Fontes: VejaWikipedia

DOWNLOAD: GayTorrents (Disponível apenas em inglês. Sem legenda)

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Let's Have A Kiki



Não é nenhuma novidade, mas não posso deixar de registrar esse vídeo/música do "Scissor Sisters" aqui no blog. Mais um hit fantástico!

http://www.scissorsisters.com/magichour

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Gusttavo Lima

Não feliz com a "APARECIDA" básica que por si, uma personalidade já representa, Gusttavo Lima (o cantor de sertanejo universitário) guarda "os documentos" como Travesti. Essa calça skiny, mais parece uma camisa de força, e, provavelmente já matou todas as possibilidades de sair algum esperma útil, daí (não que seja da minha conta - mas me irrita os olhos).


Foto: http://www.aimorridesungabranca.com/2012/08/repartidinha.html

terça-feira, 7 de agosto de 2012

TV SERIE | Political Animals


Sem previsão de lançamento no Brasil. Political Animals é uma mini-série de 6 (seis) episódios, que conta a vida de “Elaine Barrish”, uma ex-primeira dama divorciada e atual secretária de Estado, luta para manter sua família unida, ao mesmo tempo lidar com as crises do Departamento de Estado. Ela encontra uma improvável aliada na Susan Berg, uma jornalista famosa de Washington que passou sua carreira engalfinhando Elaine.  O drama é provocante e vai bater a dinâmica por trás dos bastidores de uma dinastia de alto perfil político, a escuridão – real – o lado humano da vida, e os efeitos muitas vezes desastrosos da ambição política. Explorando temas que ressoam no atual cenário político e levando os espectadores para além dos anúncios brilhantes e bem escritos discursos públicos, animais políticos irão revelar uma família vulnerável à beira de desmoronar. 



HOMOSSEXUALIDADE!
Sebastian Stan interpreta o personagem "T.J. Hammond", filho de Bud Hammond, Ex-Presidente (fictício) dos Estados Unidos. Por ser filho de presidente e ter assumido muito cedo, T.J. passou por problemas emocionais, tentou suicídio, é usuário de drogas e ainda não conquistou nada na vida.



----------------------------------
Título Original: Political Animalsm | SITE
Gênero: Drama
Criação: Greg Berlanti (Brothers & Sisters), Laurence Mark
Elenco: Sigourney Weaver, Carla Gugino, James Wolk, Sebastian Stan, Brittany Ishibashi, Ellen Burstyn, Ciarán Hinds.
Origem: EUA
Release:  15/07/12

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Macho Man | Inauguração

Hey! Hey!

Começo confessando! Agora, faz o padre e me escuta (depois me passe a penitência). Sempre fico em dúvida sobre o que escrever na primeira postagem. Depois de pensar um pouco, resolvi publicar o óbvio. E como sou doido, esse blog surgiu como Homentoman, mas 4 dias depois, resolvi mudar para HOMOXY, pra combinar ou ser uma espécie de grupo ou segunda marca do HOMOTOON. O nome mudou mas o conceito continua: "Macho Man" – nas figuras macho-divas (considere o visual, as poses... e a beleza do corpo masculino) do Village People, canção lançada no verão de 1978, e, ironicamente fez sucesso nas rádios no mês de agosto – respectivamente, ano e mês em que nasci.

O logotipo do blog é simples, não tem mistério e de cara já diz a que veio: dois homens comparam (mostram?) seus músculos formando um coração. Preciso explicar mais alguma coisa? Não, mas eu quero! O coração simboliza uma espécie de relação colorida (Amiga? Amorosa? Complicada? Simples? [...]) – só sei que é tipo “Macho Man” um colorido e gostoso culto ao corpo, bem como, um grito de afirmação constante... (coisa de homem pra homem).

Chega de papo explicativo. Vamos ao clipe?